segunda-feira, 18 de julho de 2011

Quem faz química no cabelo, pode pintar?

Não adianta. Depois que o furacão Marilyn Monroe varreu o mundo, as loiras nunca mais foram olhadas da mesma forma.Atire a primeira pedra quem nunca, nunca sequer imaginou como ficaria pelo menos com umas mechinhas loiras no cabelo-ou nunca fez!A lista de celebs que já se renderam pelo menos temporariamente a loirice é gigantesca!E ok, não só loirice vive a vaidade da mulher.Tem as que querem ser ruivas, chocolate...mas e aí?Quando a gente faz alguma química no cabelo, como faz?

Na verdade, todo cabelo com química, tendo resistência para isso, pode ser pintado sim. Todos os relaxantes tem tolerância a pelo menos tintas que vão até o 5.0 e que usam oxigenada 20. O problema é que a manutenção deverá ser bem feita, porque quanto mais química você usa, mais você vai ter que cuidar desse cabelo- e no Brasil, não creio ainda de termos uma cultura muito forte a respeito de manutenção do cabelo. Sabe a Bia, do eu vou de rosa, que diz que para ser loira tem que amar?Cabelo quimicamente tratado e pintado também.

E na verdade, outros aspectos também tem que ser observados. As tintas ditas"de farmácia" tem uma quantidade de amônia muito maior do que as tintas ditas profissionais. Quanto maior a quantitade de amônia, maior a possibilidade de sensibilizar o cabelo-até porque , realmente existe incompatibilidade química entre os compostos. Mas essa incompatibilidade não é absoluta,mas, fazer com uma tinta com uma quantidade de amônia que seja menor é altamente recomendável,como forma de preservar as suas melenas.O investimento é maior, mas vale a pena.

Outra opção são os tonalizantes, que se dividem em 2 tipos: os a base de tioglicolato de etalonamina, que é um primo da amônia mais fraco(que é anunciado como "sem amônia" porém ele é derivado)- e por isso mesmo, sem o mesmo poder de abertura, porém, com boa duração-vide color touch da wella- e os que formam um filme colorido no cabelo, como os da keratom e Henna. Muito cuidado com alguns desse tipo, porque são utilizados em alguns casos, metais pesados como chumbo na composição, que são prejudiciais a saúde. Mas não são em todos, cabe ressaltar.

Alguns fabricantes alegam que fizeram de fato, tintas permanentes á base de Tioglicolato de etalonamina, e anunciam como tinta sem amônia. São elas a Nouvelle, e a loreal com a sua inoa-natureba, e lançada com grande estardalhaço.O que se alega é que o pigmento é feita com uma tecnologia melhor do que as tintas ditas tradicionais e é menor, então, mesmo sendo feita com tioglicolato de amonia, consegue penetrar até o coração do fio e lá fixar a cor. Alguns torcem o nariz e alegam que não passam de tonalizantes de alta duração.
Ok, minnie. Mas tonalizante não vai me dar o que preciso. Eu quero ser loira! Loiríssima! E não abro mão do meu alisamento! O que eu faço?
Bom, além de amor por cuidar do cabelo e bala na agulha para investir seja em casa, seja no salão,paciência.E o aviso que dificilmente mesmo você vai conseguir o "loiro leona". Não é recomendável que se use tintas com ox 40- como eu disse, a incompatiblidade entre amonia e ox e as químicas de transformção não é absoluta, mas existe e nesse caso, como a quantidade de amônia na tinta vai ser bastante para abrir a cor, vai se apresentar. O ideal é que você vá fazendo luzes com descolorante sem amônia, ou mechas pela cabeleira toda com oxigenada 20, e com o tempo e os sucessivos retoques, você vai conseguir ficar com o cabelo claro sim. Quem é adepta disso é a Fernanda do blog criloura e euzinha!A dica também vale para as que querem ficar ruivíssimas!
Essa sou eu, depois de fazer luzes umas 3,4 vezes, cada uma com um período de 3 a 4 meses entre elas de retoque. Alisava o cabelo com guanidina, usava escova progressiva, e a cada retoque das luzes, tonalizava o cabelo com tonalizante 8.3-loiro dourado.


Aqui, eu já tinha desistido de alisar o cabelo, mas fazia um relaxamento com guanidina também, porque dá mais definição ao formato meio doido que meu cabelo tem. Tinha ainda bastante luzes na ponta do passado de progressivada, e pintava meu cabelo com a tinta sem amônia 7.34 da nouvelle. (loiro escuro dourado cobre).Por isso esse efeito mais claro nas pontas. Atualmente, voltei para o alisamento(sair com o cabelo molhado no inverno 4horas da manhã não dá. Sinceramente que não queria voltar não) e estou com o cabelo castanho com mechas mel no topo todo da cabeça;
Esse aqui é meu cabelo em seu tom natural. Está mais claro, porque o flash estourou na foto.Não chega a ser preto natural, mas é quase lá!

4 comentários:

  1. adorei o post!
    bjss

    www.blogdajupenedo.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei do post.
    Mas essa frase me chamou a arenção:
    "Atualmente, voltei para o alisamento(sair com o cabelo molhado no inverno 4horas da manhã não dá. Sincer"

    Conheço bem isso, possuo o cabelo crespo e uso relaxante para soltar os cachos, mas quando acordo, não adianta, tenho q umidificar o cabelo para "ativar" os cachos. No inverno a solução q tive foi a de usar ele preso, pesquisei na net e achei algumas dicas de penteados práticos, é uma alternativa ...

    ResponderExcluir
  3. @Carla

    o problema gata é que meu cabelo nãop estava em tamanho de prender.E nem todo penteado eu podia onde trabalhava. Mas sinto falta até hj.Sinceramente.Nãopensava de sentir tanto, mas sinto sim.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita!! Sigam as regrinhas para comentar:

* Comentários serão moderados, para evitarmos spams e anônimos.
* Por favor se identifiquem com nome e email ou twitter caso não tenham conta google! Pode colocar o nome no final do comentário também. COMENTÁRIOS ANÔNIMOS SERÃO DELETADOS!
* As respostas serão feitas aqui mesmo nos comentários.
* Caso a pergunta fuja do tema do post, vá em fale com a gente! :)
* Por favor nada de palavrões, venda de produtos, nem correntes.
* Comentários do tipo "Siga e te sigo de volta" serão apagados, favor não insistir.

Obrigada!